Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Zanadu!

Crónicas de Timbuktu, Trevim e Lisboa (nos melhores dias)

Zanadu!

Crónicas de Timbuktu, Trevim e Lisboa (nos melhores dias)

Acerca de novos horizontes musicais

por Tiago, em 06.10.14

A música pop electrónica não é a minha primeira escolha. Em boa verdade, não é a primeira, nem segunda, nem terceira....está basicamente ao nível do Nélson Oliveira no plantel do Benfica, isto é, ouço este tipo de música nas quintas sextas-feiras de meses ímpares em anos bissextos. Mal tal como a Jorge Jesus, a mim também me passam coisas pela vista às vezes; neste caso trata-se de uma música de La Roux chamada Tigerlily. Apesar de já ter saído em 2009, só agora (e em boa hora) me chegou aos ouvidos.

[Na categoria das associações parvas, o nome desta música só me lembra um jogo inventado pelo Marshall, uma personagem da série How I Met Your Mother, chamado Monopolily em homenagem à sua noiva Lily.]

 

4 comentários

  • Imagem de perfil

    De Tiago a 02.12.2014 às 00:53

    Ah pois "In The For The Kill" também é uma boa música, especialmente uma versão acústica (?) só com piano. Eu dos The National e The Smiths gosto e não acho nada comparável a isto; são uma espécie de manuais de como fazer música deprimente em estilo, por isso é impossível não gostar.
    Quanto a Nosso Senhor realmente não me devia comparar a Ele até porque se trata de uma heresia infame.
  • Imagem de perfil

    De Honey Jade a 06.12.2014 às 23:00

    Sim sim, há uma versão com piano, mas honestamente não gosto muito da voz dela nessa música, teve de cantar num tom mais grave e não gostei muito do resultado. Talvez com uma voz masculina até ficasse bem, não sei, ou ainda uma voz feminina como a da Mariah Carey, mas isto já sou eu a divagar.
    Talvez me tenha explicado mal, o que quis dizer é que em termos de significado da letra as músicas são parecidas.
  • Imagem de perfil

    De Tiago a 07.12.2014 às 17:00

    Eu por acaso gostei acho que a voz dela até funciona bem naquele registo mais calmo; quanto à letra, e agora que sublinhas isso, há ali umas certas notas que remetem para aquele imaginário maníaco-depressivo dos Smiths :)
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D

    Links

    Blogs