Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Zanadu!

Crónicas de Timbuktu, Trevim e Lisboa (nos melhores dias)

Zanadu!

Crónicas de Timbuktu, Trevim e Lisboa (nos melhores dias)

Acerca de mais clássicos

por Tiago, em 25.04.17

Na lógica de ler os clássicos que acompanha a minha vida de leitor (e porque "os clássicos são sempre actuais" e "se é um clássico alguma razão deve haver" e "sou demasiado preguiçoso para saber quem são os bons autores actuais") andei recentemente de volta de alguns autores que me deixaram enfastiado, deprimido ou pensativo. Enfim ninguém disse que isto da leitura era para meninos.

A depressão começou com Manhã Submersa de Vergílio Ferreira, um livro que me deixou a impressão de ser uma espécie de parente pobre de "Jane Eyre": a história de um miúdo arrancado ao conforto da vida familiar para ser internado num seminário, com todas as más experiências que estão mais ou menos explícitas, sob protecção de uma rica alma caridosa que se tenta salvar aos olhos de Deus. Questiono por vezes o efeito que têm as circunstâncias na leitura mas acho que o dia de chuva e a viagem de comboio em que o li também não ajudaram a que formasse uma opinião muito positiva. Tem a curiosidade de ser um romance levemente autobiográfico mas não me deixou vontade de ler "Aparição".

Não satisfeiro com esta abordagem aos clássicos portugueses, segui depois para A Queda Dum Anjo de Camilo Castelo Branco, um livro satírico com uma história interessante mas pouco original (pelo menos agora que li, talvez fosse original à época de publicação): quantas vezes se pode ouvir a história de um fidalgo corrompido pela ociosidade da vida citadina em contraste com a pureza da vida campestre? Neste caso a originalidade é que mesmo no campo as pessoas são fraquinhas e existe muita pequenez e inveja. Enfim, nesta onda acho que prefiro "A Cidade e as Serras" que é um livro maravilhoso com um estilo mais leve e menos arcaico.

Para terminar a minha digressão pelos clássicos, li O Estrangeiro de Albert Camus que acaba por ligar um pouco com o livro de Vergílio Ferreira pela pano de fundo existencialista transversal às duas obras: a procura de um sentido para a vida e a angústia existencial de vivermos num mundo que não é totalmente apreensível. O livro de Camus foi uma boa surpresa pela qualidade da escrita que não constitui um obstáculo à abordagem de conceitos mais abstractos; por outro lado, o facto da história se desenrolar no clima solarengo da Argélia, por entre praias, mergulhos e árabes, foram também uma agradável mudança de cenário face ao clima invernal do Seminário do Fundão.

Venham mais clássicos que eu cá estarei para aguentar.

12 comentários

  • Imagem de perfil

    De Tiago a 25.04.2017 às 22:04

    Pois Sara eu percebo e claro que são actuais até porque os humanos não mudaram mas....não sei, deixa-me muito enfastiado aquele estilo.

    Não conheço, só li de relance um resumo da história e parece-me interessante. Agora depois de ler "Os Capitães da Areia" quero ver se arranjo alguma coisa de história ou política para desenjoar um bocado :)
  • Imagem de perfil

    De Sara a 25.04.2017 às 22:34

    Sim, também achei o estilo um bocado difícil...Prefiro o Eça. Estou a gostar bastante do Norte e Sul - fala da industrialização [é de 1885] e de questões de classe e género [e tb é fofo *-*]. Os capitães é um livro político, e humano também claro...e é um grande livro. Primeiro Jorge Amado?
  • Imagem de perfil

    De Tiago a 25.04.2017 às 23:07

    Sim, o Eça sempre, nem que el-rei me convidasse para tomar o chá no Paço!

    Parece ser um pano de fundo interessante para abordar esses temas mas...fofo? Como assim? Desconheço a aplicação dessa palavra no âmbito literário xD

    Sim, primeiro! Tenho lá uns poucos em casa (da minha mãe) então peguei no que me pareceu mais conhecido. Se ficar fã é muito bom, ganho logo uns 4/5 livros novos para ler.
  • Imagem de perfil

    De Sara a 25.04.2017 às 23:50

    Preferia ser convidada pela rainha xD Esse adjectivo aplica-se derivado de o livro ter duas personagens que deviam ficar juntas no fim...Eu amo o Jorge! Qualquer livro dele que ande por aí deve ser bom.

  • Imagem de perfil

    De Tiago a 26.04.2017 às 22:04

    Então se deviam ter ficado juntas e não ficaram está-me a escapar mesmo a questão do "fofo", estou a ver que vou ter de ler xD
    Opa tenho uns 5/6 diferentes entre os quais "São Jorge dos Ilhéus", o "Mar Morto", "Farda, fardão, camisola de dormir" a "Tenda dos milagres" e mais alguns acho eu, depois tenho de ver melhor se for caso disso
  • Imagem de perfil

    De Sara a 26.04.2017 às 22:22

    Tens o mar morto? Que livro maravilhoso...Espero que gostes do Jorge! Disse deviam porque ainda não cheguei ao fim e não queria fazer spoilers xD
  • Imagem de perfil

    De Tiago a 27.04.2017 às 22:46

    Tenho pois mas nunca dei grande atenção. Achei que estava agora na altura de experimentar os livros do Jorge Amado.


    Ah eu não tenho alergia a spoilers podes falar à vontade :)
  • Imagem de perfil

    De Sara a 28.04.2017 às 02:57

    Por acaso no que toca a clássicos não me chateio com isso: ninguém vai deixar de ler o Romeu e Julieta porque já sabe o fim...Ou coisas históricas. Não é spoiler se estiver na Wikipédia xD
  • Imagem de perfil

    De Tiago a 02.05.2017 às 22:27

    Ahah eu ainda não li, o facto de já saber o final faz-me achar que é demasiado melodramático para o meu gosto...maldita Wikipédia!
  • Imagem de perfil

    De Sara a 03.05.2017 às 14:11

    Tb tem fábricas, greves e princípios económicos...Tem muita coisa. É daqueles clássicos.

    [Só para meter a colherada: achei a peregrinação do rapaz sem cor a obra mais fraca do Murakami]
  • Imagem de perfil

    De Tiago a 03.05.2017 às 20:23

    Ahahah já sei que não achaste muita piada mas a isso já é embirração Sara, é um livro perfeitamente adequado seja lá o que isso significa xD
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Arquivo

    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2016
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2015
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2014
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2013
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D

    Links

    Blogs